A Escola

Xadrez

Garry Kasparov que se cuide! No Anjo da Guarda, o Xadrez integra a grade curricular de 2º a 6º ano desde 1998 e muitos talentos já foram revelados. Mas não é esse o objetivo principal das aulas. A intenção é despertar no aluno noções de lógica, raciocínio, estratégia, tática, cálculo, para auxiliá-lo na tomada de decisões, na organização das ideias e dos estudos e na sua vivência geral.

Considerado o “Esporte da Mente”, o Xadrez no Anjo da Guarda está ligado a todas as matérias, da matemática ao português, da história à educação física, pois atenção, concentração, postura e disciplina são inerentes ao bom resultado de qualquer aprendizado. As aulas são ministradas semanalmente e duram 30 minutos (com exceção do 6º ano, que tem 50 minutos de aula), sempre respeitando o ritmo individual do aluno e a evolução da turma. Àqueles que têm um olhar mais curioso sobre o tabuleiro e querem aprofundar as técnicas, a Escola oferece treinamento como atividade extracurricular.

Outra habilidade que o xadrez oferece, além do jogo, é a de julgar corretamente uma partida. O papel do árbitro (*) no jogo de xadrez é fundamental, e o aluno também aprende, com base nas regras, a observar, a ter responsabilidade e a conquistar autonomia para poder fazer seus julgamentos no momento certo. Isso gera uma liderança positiva entre os colegas e estabelece o valor da justiça como condição essencial para o esporte e para a vida.

Anualmente, no mês de agosto, o Anjo da Guarda organiza seu Campeonato Interno de Xadrez, destinado a alunos do 1º ao 9º ano, que competem por faixa etária. Os pais também são convidados a jogar, o que dá ao evento um clima de confraternização entre os apaixonados pelo esporte. Os primeiros, segundos e terceiros colocados de cada categoria são premiados com medalhas. E certificados são entregues a todos os participantes. Xeque-mate!

Saiba mais...

O xadrez é esporte – já diz o Comitê Olímpico Internacional que tem esta como uma atividade reconhecida. Mas se você ainda não está convencido disso, aqui vão outros argumentos:

- é um jogo;

- há competição;

- é uma atividade de alto rendimento;

- há sentimento de superar a si próprio e ao seu adversário;

- há desgaste físico e mental;

- é praticado por milhares de pessoas (estimativa de cerca de 605 milhões de pessoas em todo o mundo);

- é baseado em regras;

- possui uma entidade reguladora (confederação e federação internacional);

- no Brasil a entidade que regulamenta o esporte é a Confederação Brasileira de Xadrez. Já em âmbito mundial, a FIDE – World Chess Federation (em inglês) é quem organiza o esporte;

- o soviético Garry Kasparov é considerado um dos melhores enxadristas de todos os tempos, com títulos mundiais consecutivos de 1985 a 2000. Entre as mulheres, a húngara Judit Polgár é um dos grandes destaques do mundo no Xadrez;

- o Dia Internacional do Enxadrismo é comemorado em 19 de novembro;

(*) O árbitro de Xadrez é uma profissão certificada pela FIDE e pelas Federações Nacionais que arbitram os campeonatos e torneios nacionais e internacionais.

 

“O jogo de xadrez não é meramente um divertimento ocioso; diversas e muitas valiosas qualidades da mente, úteis no decurso da vida humana, são adquiridas e fortalecidas por meio dele, de modo a tornarem-se hábitos preparados para todas as ocasiões; pois a vida é uma espécie de xadrez, na qual temos pontos a ganhar e competidores ou adversários a enfrentar, e na qual existe uma ampla variedade de acontecimentos bons e maus, que são, em certo grau, os efeitos da prudência ou a falta dela.”

Benjamin Franklin, em ‘The Morals of Chess’ (1779)

Xadrez
Xadrez
Desenvolvido por
Ubis Ideias Digitais logo
Ideias digitais